OS HEBREUS PARTE II

Ramses II (1195 a 1164) bem informado, em 1188 a.c. prepara um grande exército e fortes galeras, indo de encontro ao inimigo e o derrota numa batalha surpreendente.

Treze anos depois os filisteus se estabelecem em Canaã, ocupando as cinco cidades de Ascalão, Azot, Acoron, Get e Gaza.

Com o correr do tempo os filisteus foram dominando Israel até que este elegeram Saul, um benjaminita valente como seu rei que os salvou das mãos dos filisteus, mas por pouco tempo, pois os filisteus se reorganizaram e derrotaram as tropas de Israel e o próprio Saul se matou ao ver seus filhos destruídos.

A vitória dos filisteus foi total, tomaram toda Israel e novamente a escravidão.

Surge Davi que conquista a região sul do mar morto até o golfo de Akaba, região rica em ferro e cobre que lhe foi providencial (I PAR 22-3) Paralipomenos.

Davi reconquista também os aremeanos conhecidos pela Bíblia por Sirios.

Em 1867 o capitão inglês Warren descobriu uma passagem secreta na fonte de Maria em Jerusalém que comprovado posteriormente foi usada por Davi. Essa passagem esclarece uma incógnita da Bíblia (II Reis 5.8.0) tradução de Lutéro. A palavra goteira é palavra hebraica sinnor o que quer dizer cano ou canal.

Davi cria um império com potência política, reunindo a região da palestina e Síria em um grande estado com os escribas e sua hierarquia (II Reis 8.16-17).

Investigadores do nosso século descobriram várias escrituras no palácio de Mari no Eufrates com o termo Davidum que significa comandante, chefe de tropas, daí a suposição de que Davi era um posto que acabou tornando nome.

O rei Davi deu início a um grande império, mas seu filho Salomão foi o grande administrador que soube aumenta-lo e enriquecê-lo.

Davi foi amoroso a Deus e Salomão as mulheres (III Reis 9.4 e segue). Salomão teve 700 esposas e 350 concubinas.

Após a morte de Salomão 926 a.c. seu filho Roboão ficou no trono por pouco tempo, pois a discórdia entre o povo terminou em uma guerra civil e Roboão ficou com o reino de Judá ao sul e Joroboão com o reino de Israel ao norte.

Foi no tempo de Amri de Israel que ambos os reinos, Israel e Judá sofreram os ataques dos Assírios.

Com Joroboão II 787 a 747 a.c. Israel se recupera novamente e chega a ter opulência e fartura, mas também se deprava e desce as hordas do vício e da iniquidade.

Mas a advertência do profeta Amós não é ouvida e seu povo sofre em 745 a.c. o cruel ataque do tirano rei Assírio Teglatfalazar III 745 a 725 a. c.

Israel é reduzido a um pequeno ponto no mapa, as montanhas de Efrain com a Samária a capital.

Judá nada sofre, mas fica submissa a Assíria como tributária deste reino.

Com a morte de Teglatfalazar III o rei Oséias de Israel conspira com o Egito para deixar de pagar o tributo aos Assírios. O sucessor Assírio é Salmanasar V 727 a 722 a. c. , que revida atacando a fortaleza de Samária. Com sua morte, seu sucessor Sargão II 721 a 705 a. c. continua os ataques que no final de três anos prende Oséias e leva os 27.290 israelitas para a Assíria (IV Reis 17. 4,5,6.)

Sargão II mandou vir gente de Babilônia,  de Cuta,  de Ava,  de Emat,  de Serfavain, e pô-los nas cidades da Samária em lugar dos filhos de Israel e eles possuíram a Samária e habitaram nas suas cidades(IV Reis 17.24).

O objetivo era criar a miscigenação e enfraquecer a resistência.

Esse povo heterogêneo ficou odiado pelos judeus. ¨E que os judeus não se dão com os samaritanos¨ (João 4.9).

Assim teoricamente desapareceram os israelitas e ficaram os judeus do reino de Judá.

Mas Ezequias, rei de Judá, 725 a 697 a. c. fez tudo o que pode para se livrar dos Assírios mas Senaquerib, 705 a 681 a.c. sucessor de Sargão II toma Judá e impõe tributos (IV Reis 18.14).

Mas durante uma noite no cerco da cidade, uma peste bubônica ataca o exército de Senaquerib e este se retira para Nínive e Jerusalém se livra mais uma vez. (IV Reis 19.35.36).

Em 614 a.c.. os Medos e os neobabilônicos se reúnem e derrotam os assírios, Assur foi a primeira cidade a cair depois de Nínive. Em 612 a. c. é um verdadeiro alívio para todos os povos daquela região conhecida como fértil crescente que estavam sob o domínio tirânico dos assírios.

Os Medos ficaram com o norte e nordeste e os babilônicos com a Palestina. O rei Nabupolassar da Babilônia morre e seu filho Nabucodonosor assume o trono, 605 a 562 a. c.

Nessa época o faraó Necão que era aliado dos assírios arroga para si a posse da Síria, Palestina, prende e deporta para o Egito Jocaz filho e sucessor de Josias, rei de Judá. Em seguida, Necão põe outro filho de Josias no trono, Eliacim, cujo nome mudou para Joaquim (IV Reis 23.24).

Nabucodonosor empreende campanha contra o faraó Necão perto de Carquemis na passagem do Eufrates na Mesopotâmia para o norte da Síria e o expulsa da Palestina (Jer. 46.2)

Em 597 a. c. Judá se recusa a pagar tributos ao soberano Nabucodonosor (IV Reis 24.1).

Nabucodonosor vai com o exército à Palestina mas…

 

 

Fabio A. S. Prado

ocultista

 

 

Anúncios

Publicado por

Blog Do Fábio Prado

Este blog visa criticar a situação caótica da vida social, politica e religiosa deste pais. Tudo que escrevo e talvez se Deus me permitir escreverei faz parte daquela verdade que acredito e há muitos anos venho estudando, pode não ser a sua verdade ou a verdade verdadeira, mas venho notando que no mundo há duas facções de pessoas, as que acreditam na reencarnação e as que não acreditam. É para aquelas que acreditam que vou tentar passar um pouco dos conhecimentos que adquiri ao longo desta existência. Peço a Deus que ilumine meus pensamentos e guie meus passos nessa trajetória de tentar me tornar um arauto do Senhor. Que a paz e o amor de Jesus esteja conosco agora e sempre. Não reparem a minha escrita pois só tenho o curso primário. Fabio A. S. Prado Ocultista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s